Remuneração de Executivos e Desempenho no Mercado Brasileiro: Relações Contemporâneas e Defasadas

Andson Braga de Aguiar, Renê Coppe Pimentel

Resumo

Este estudo analisa a relação entre remuneração de executivos e desempenho em empresas brasileiras. A análise enfatiza: (a) o efeito motivador do nível (contemporâneo e defasado) e composição da remuneração no desempenho financeiro e de mercado; e (b) a hipótese de sensibilidade da remuneração ao desempenho. Utilizando dados longitudinais de 333 empresas, entre 2011 e 2015, os resultados indicam que a relação entre remuneração e desempenho pode ocorrer tanto com desempenho financeiro, quanto com desempenho de mercado, tanto em termos de relações de curto prazo, quanto de relações de longo prazo. Além disso, incrementos na remuneração tendem a gerar melhores desempenhos futuros. Finalmente, os resultados sugerem relação bidirecional entre remuneração e desempenho.

Palavras-chave

remuneração de executivos; desempenho; motivação; teoria de agência

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
';