Dispositivo de Potterheads: Organização Pautada na Ordem do Cânone



Artigo principal Conteúdo

Flávia Zimmerle da Nóbrega Costa
André Luiz Maranhão de Souza Leão

Resumo

Os fãs da saga Harry Potter, conhecidos como potterheads, pertencem a uma geração que cresceu em um contexto denominado cultura da convergência. Organizam-se a partir de um produto midiático em um espaço social denominado fandom, por meio de um processo organizativo informal. Embasados no pensamento foucaultiano e na teoria organizacional, assumimos que processos organizativos podem ser analisados como um tipo de dispositivo e que este se estabelece por práticas. Com base nisso, desenvolvemos a seguinte questão investigativa: como as práticas dos potterheads evidenciam seu processo organizativo? A pesquisa se caracteriza como uma Análise de Discursos Foucaultiana, com base em práticas de potterheads observadas em mídias sociais. Como resultado, identificamos que o cânone deste universo literário e cinematográfico funciona como um corpo de saberes ordenado, cuja função disciplinar possibilita a organização de seus fãs, que se dá numa dinâmica de aderência e resistência ao mesmo. O estudo revela como um processo organizativo singular (vida organizada dos potterheads), vinculado a um cenário econômico de crescente importância (indústria do entretenimento), ilustra como um dispositivo opera na produção de espaços sociais e subjetividades, em meio a uma economia afetiva operada como uma tecnologia biopolítica.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Costa, F. Z. da N., & Leão, A. L. M. de S. (1). Dispositivo de Potterheads: Organização Pautada na Ordem do Cânone. Revista De Administração Contemporânea, 21(4), 500-523. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2017160187
Seção
Artigos