Gerenciamento do Ponto de Corte na Concessão do Crédito Direto ao Consumidor



Artigo principal Conteúdo

Hugo Crespi Júnior
Luiz Carlos Jacob Perera
Roberto Borges Kerr

Resumo

O crédito direto ao consumidor é concedido de forma massificada por meio de modelos informatizados de credit scoring que visam eliminar os maus pagadores, assim evitando prejuízos financeiros decorrentes da inadimplência. No entanto, ao recusarem os maus pagadores, esses modelos, balanceados por critérios meramente financeiros, também recusam um grande número de bons pagadores, o que pode reduzir o potencial de ganhos da empresa varejista. Esta pesquisa teve por objetivo mostrar que, incluindo a margem operacional para definir o ponto de corte para concessão de crédito, a rentabilidade da empresa pode melhorar. Foram utilizadas a medida estatística Receiver Operating Characteristic (ROC) e a abordagem de Stein (2005) para construir simulações em torno de valores reais praticados no mercado, as quais permitiram confirmar que, ao flexibilizar o ponto de corte levando em consideração a margem operacional, o resultado geral da empresa pode ser maximizado.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Crespi Júnior, H., Perera, L. C. J., & Kerr, R. B. (1). Gerenciamento do Ponto de Corte na Concessão do Crédito Direto ao Consumidor. Revista De Administração Contemporânea, 21(2), 269-285. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2017170025
Seção
Artigo Tecnológico