A Mediação da Ambidestria do Vendedor na Relação entre Estresse e Desempenho



Artigo principal Conteúdo

Valter Afonso Vieira
Marco Aurelio Garcia Rosa
Valter da Silva Faia

Resumo

Neste artigo sugerimos que a ambidestria do funcionário medeia o efeito negativo do estresse de trabalho no desempenho com vendas. Nós ampliamos a literatura sobre ambidestria, não mais posicionando-a como mediadora dos efeitos já conhecidos do contexto, do desenvolvimento do produto, da flexibilidade estratégica e da natureza dinâmica do ambiente, mas sim como mediadora dos efeitos do estresse sobre o desempenho. Um levantamento foi realizado com 307 funcionários de linha de frente que vendem produtos e serviços e gerenciam carteiras de clientes em instituições bancárias. Os achados mostraram que a capacidade do funcionário em balancear as atividades de provisão de serviços aos clientes e as atividades de vendas configura ambidestria, desencadeando maiores níveis de desempenho. Os resultados também demonstraram que o efeito negativo da percepção de ambiguidade de papéis sobre as medidas de desempenho (satisfação no trabalho e desempenho com vendas) é mediado pelo comportamento ambidestro do funcionário.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Vieira, V. A., Rosa, M. A. G., & Faia, V. da S. (1). A Mediação da Ambidestria do Vendedor na Relação entre Estresse e Desempenho. Revista De Administração Contemporânea, 21(2), 249-268. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2017150339
Seção
Artigos