Editorial



Artigo principal Conteúdo

Herbert Kimura

Resumo

Apresentamos a nova edição da Revista de Administração Contemporânea (RAC). A edição é composta por seis artigos científicos e um artigo tecnológico, consolidando a migração de trabalhos de Tecnologias em Administração e Contabilidade (TAC) para a RAC.

No primeiro artigo, Os Circos Contemporâneos como Heterotopias Organizacionais: Uma Etnografia Multissituada no Contexto Brasil-Canadá, de Josiane Silva de Oliveira e Neusa Rolita Cavedon, a "partir de uma etnografia multissituada focada nos processos organizativos do circo contemporâneo no Brasil e no Canadá", são estudados "conjuntos de práticas organizativas que alteraram as relações de forças no campo das artes".

O segundo artigo, Novas Fontes, Novas Versões: Contribuições do Acervo da Comissão Nacional da Verdade, de Alessandra Sá Mello Costa e Marcelo Almeida de Carvalho Silva, tem por "objetivo refletir sobre possíveis contribuições das fontes reunidas, sistematizadas e produzidas pela Comissão Nacional da Verdade (CNV)".

No terceiro artigo, Tangibilidade e Intangibilidade na Identificação do Desempenho Persistente: Evidências no Mercado Brasileiro, Ayron Wanderley Medeiros e Anderson Luiz Rezende Mol investigam "se a persistência do desempenho superior de companhias abertas brasileiras, por setor, pode ser atribuída à tangibilidade, à intangibilidade, aos níveis de governança corporativa e ao grau de responsabilidade social das companhias".

Já o quarto artigo, Diferenças no Composto Varejista de Lojas Físicas e Virtual da Mesma Rede, de Mário Duarte dos Santos Machado e Sergio Feliciano Crispim, analisa "as diferenças em componentes do composto de varejo - sortimento, preço, faixas de preços e serviços - em lojas físicas e virtuais de varejistas que operam os dois canais".

O quinto artigo, O Vir a Ser da Estratégia como uma Prática Social, de Natália Rese, Flávia Harumi Souza Kuabara, Eduardo Guedes Villar e Jane Mendes Ferreira, discute "como a estratégia torna-se uma prática social em contextos submetidos a lógicas diversas da lógica capitalista", por meio de uma "pesquisa narrativa em um empreendimento social".

No sexto artigo, A Mediação da Ambidestria do Vendedor na Relação entre Estresse e Desempenho, Valter Afonso Vieira, Marco Aurelio Garcia Rosa e Valter da Silva Faia sugerem que "a ambidestria do funcionário medeia o efeito negativo do estresse de trabalho no desempenho com vendas".

Conforme orientação da diretoria da ANPAD, a partir de 2017 a RAC passa a publicar também trabalhos nas seções de Artigos Tecnológicos e de Casos para Ensino. Nesta edição, apresentamos um artigo tecnológico, Gerenciamento do Ponto de Corte na Concessão do Crédito Direto ao Consumidor, de Hugo Crespi Júnior, Luiz Carlos Jacob Perera e Roberto Borges Kerr. A pesquisa mostra "que, incluindo a margem operacional para definir o ponto de corte para concessão de crédito, a rentabilidade da empresa pode melhorar".

Aproveitamos o editorial para comentar alguns pontos levantados no Workshop de Editoração Científica promovido pela Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC) em novembro de 2016. Em particular, o minicurso de Journal Metrics, ministrado pelo Council of Science Editors (CSE) durante o evento, mostrou diversas estratégias para o aprimoramento de indicadores de periódicos.

Foram debatidas algumas métricas de publicação científica, como fator de impacto (Garfield, 1955, 1999), hirsch index (Hirsch, 2005), eigenfactor (Bergstrom, 2007), já descritas em editoriais anteriores (Kimura, 2015, 2016). A apresentação de Carissa A. Gilman e Mary B. Schaeffer da CSE (2016) mostrou diversas estratégias relevantes para a gestão de periódicos científicos. Em particular, foram apresentadas algumas orientações para a análise da competitividade do periódico com ênfase em estatísticas, políticas, assim como características, conteúdo e tempo de processamento de manuscritos.

Além de métricas tradicionais de impacto e citações, outros atributos a serem comparados envolvem: número de edições, número de páginas, informações para autores e avaliadores, disponibilização em diferentes formatos online, facilidade de navegação, disponibilização de material suplementar ou de podcasts e vídeos, presença em mídias sociais, tipo de acesso e de licença de cópia e compartilhamento, tempo entre submissão e aprovação do artigo, entre outros.

Assim, as atividades da equipe editorial incluem não somente a gestão do fluxo de artigos, mas também um posicionamento estratégico que permita competir pelas melhores submissões. Em termos de métricas de citação, a RAC encontra-se frequentemente nos estratos superiores e os elementos de gestão estão em frequente evolução. O periódico tem reduzido o tempo de processamento de artigos, disponibilizado material ahead of printe participado ativamente das redes sociais.

Embora veterana entre os periódicos das áreas de administração e contabilidade, completando 20 anos de publicação ininterrupta em 2017, a RAC tem buscado estar sempre atualizada frente aos desafios da editoração científica, capacitando a equipe e acompanhando diversos indicadores, tanto de citação quanto de gestão.

Desejamos a todos uma boa leitura.



Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Kimura, H. (1). Editorial. Revista De Administração Contemporânea, 21(2), 1-3. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2017170057
Seção
Editorial