Tecnologia da Informação Verde: Um Estudo sobre sua Adoção nas Organizações



Artigo principal Conteúdo

Ana Carolina Salles
Ana Paula Ferreira Alves
Décio Bittencourt Dolci
Guilherme Lerch Lunardi

Resumo

Frente à necessidade de melhor compreender a relação entre estratégias de sustentabilidade e Tecnologia da Informação (TI), objetivou-se, nesta pesquisa, analisar a adoção da TI Verde nas organizações, examinando, mais especificamente, os motivos de adoção, as práticas implantadas, os benefícios percebidos e as dificuldades enfrentadas. Para tanto, foram conduzidos três estudos de caso com empresas de diferentes setores econômicos, sendo fundamental o estudo de Orlikowski (1992) para o correto enquadramento teórico da investigação. Os resultados indicam que as ações, em sua grande maioria, enquadram-se em intersecções formadas pelas três dimensões da sustentabilidade - ambiental, social e econômica - e por uma quarta dimensão, chamada de legal. Além disso, mostram que a implementação parte, inicialmente, da identificação de benefícios financeiros e operacionais, revelando que os benefícios da dimensão ambiental surgem como uma consequência positiva das mudanças provocadas em função de aspectos econômicos e legais. Espera-se que este estudo possa auxiliar executivos no planejamento e na implementação de práticas de TI Verde, assim como pesquisadores interessados nessa temática.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Salles, A. C., Alves, A. P. F., Dolci, D. B., & Lunardi, G. L. (1). Tecnologia da Informação Verde: Um Estudo sobre sua Adoção nas Organizações. Revista De Administração Contemporânea, 20(1), 41-63. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac20161887
Seção
Artigos