Estratégia de manufatura e ambiente econômico: comparando desempenhos e trajetórias de Brasil e Argentina



Artigo principal Conteúdo

Paulo Fernando Fleury
Rebecca Arkader

Resumo

O objetivo deste trabalho é buscar indicações sobre a existência de relações entre ambiente econômico e estratégia de manufatura, baseado na comparação de empresas argentinas e brasileiras pertencentes ao setor metalmecânico. Mais especificamente, se pretende identificar similaridades e diferenças nas trajetórias de modernização adotadas por empresas de cada país e discutir possíveis explicações para o comportamento das empresas em condições de forte mudanças no ambiente econômico. Diferenças históricas e estruturais, assim como o clima econômico dominante na época da pesquisa, parecem ter influenciado as empresas argentinas no sentido de busca uma modernização mais centrada nos investimentos tecnológicos - hardware, enquanto as empresas brasileiras se concentravam nas mudanças de software, ou seja, nos procedimentos e práticas gerenciais associados ao modelo conhecido como manufatura enxuta. Por ter começado mais cedo, e por ter partido de uma base mais fraca de desempenho, as melhorias relativas relativas de desempenho conseguidas pelas empresas argentinas, nos dois anos que antecederam a pesquisa, foram superiores àquelas alcançadas pelas empresas brasileiras.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Fleury, P. F., & Arkader, R. (2018). Estratégia de manufatura e ambiente econômico: comparando desempenhos e trajetórias de Brasil e Argentina. Revista De Administração Contemporânea, 1(2), 7-23. https://doi.org/10.1590/S1415-65551997000200002
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Paulo Fernando Fleury, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professor Titular do COPPEAD da Universidade Federal do Rio de Janeiro, no qual dirige a Cátedra Ipiranga de Estratégia de Operações e o Centro de Estudos em Logística, ocupando também a posição de Coordenador de Pesquisa do Instituto. Doutor em Gerência de Operações pela Loughborough University of Technology. Áreas de interesse em pesquisa: estratégia de operações, logística empresarial, competitividade industrial.

Rebecca Arkader, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professora do COPPEAD da Universidade Federal do Rio de Janeiro na área de Operações e Tecnologia. Doutora em Administração pelo COPPEAD e economista pela Faculdade de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Áreas de interesse em pesquisa: gerência de operações e estratégias de compras e de suprimento, estratégias de manufatura.