A gestão do desenvolvimento de produtos na indústria de materiais de construção



Artigo principal Conteúdo

Daniela Dutra da Costa
Paulo Tromboni de Souza Nascimento

Resumo

Essa pesquisa, qualitativa e exploratória, focou nas empresas Cecrisa e Tigre, líderes na indústria de componentes para construção, e buscou identificar o grau de formalização, as etapas da gestão do desenvolvimento de produtos e as práticas e características peculiares à IMC, cotejando-as com a literatura. Excetuadas algumas diferenças relevantes, constatou-se uma prática atualizada em relação à literatura e um processo e estrutura formais e organizados. Observou-se a predominância de projetos derivativos, em especial topológicos; diferenças na captação de ideias, com recurso à grande variedade de informações; a inserção pela Cecrisa de depoimentos de especialistas sobre a imagem da linha e a atualidade da ideia no desenvolvimento do conceito do produto, com reflexos potenciais nas suas peças promocionais. A Cecrisa se destaca ainda por montar o produto em etapas iniciais, utilizando a matéria-prima e o processo produtivo finais. As duas empresas realizam o lançamento interno do produto, distinguindo-se pela forma como é feito, o que não é tratado na literatura. As empresas estudadas recorrem à estrutura leve de projeto, pois são empresas pequenas com distâncias hierárquicas menores, onde constantemente acontecem reuniões formais e encontros informais para discussões e esclarecimentos dos projetos.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Costa, D. D. da, & Nascimento, P. T. de S. (1). A gestão do desenvolvimento de produtos na indústria de materiais de construção. Revista De Administração Contemporânea, 15(1), 1-24. https://doi.org/10.1590/S1415-65552011000100002
Seção
Artigos