Institucionalismo organizacional e práticas de governança corporativa



Artigo principal Conteúdo

Luciano Rossoni
Clóvis L. Machado-da-Silva

Resumo

Com este ensaio teórico, buscamos delinear uma visão institucional acerca da governança corporativa, destacando suas dimensões e suas instituições, bem como o processo de institucionalização dessas práticas. Destaque especial é dado ao caráter legitimador da governança, já que a legitimidade constitui ponto central no institucionalismo organizacional. Conforme se destaca na literatura, a legitimidade das práticas de governança fundamenta-se não somente em questões de ordem racional-utilitária, mas também em questões de ordem simbólica e social, como, por exemplo, o ideal de justiça distributiva, em que acionistas minoritários buscam justificar maior controle sobre acionistas controladores e gestores das organizações, pautando-se pela moralidade de tais exigências. Esboçamos alguns elementos do processo de institucionalização das práticas de governança corporativa ao redor do mundo, destacando que a emergência do fenômeno da sua difusão é resultado de uma série de fatores que acabam pressionando os mercados produtivos e de capitais a conformar suas práticas a padrões internacionalmente dominantes. Concluímos este ensaio teórico, dando destaque às implicações de se compreender as práticas de governança, com enfoque no institucionalismo organizacional, desdobrando possibilidades de estudos futuros.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Rossoni, L., & Machado-da-Silva, C. L. (2018). Institucionalismo organizacional e práticas de governança corporativa. Revista De Administração Contemporânea, 14(spe), 173-198. https://doi.org/10.1590/S1415-65552010000600008
Seção
Artigos