Impactos da tecnologia na gestão de pessoas - um estudo de caso



Artigo principal Conteúdo

André Ofenhejm Mascarenhas
Flavio Carvalho de Vasconcelos
Isabella F. G. de Vasconcelos

Resumo

Pesquisas sobre gestão de pessoas no Brasil indicam uma fase de transição pela qual a área de RH passa atualmente, de uma atuação predominantemente operacional para modelos mais estratégicos de gestão de pessoas. Neste contexto, a implementação de tecnologias, como a informatização por meio de aplicações de RH auto-atendimento, vem sendo considerada uma maneira de viabilizar novos arranjos organizacionais da gestão de pessoas. Este artigo tem como objetivo discutir os impactos da tecnologia da informação e o seu papel estratégico no contexto de transição da gestão de pessoas. Por meio de um estudo de caso, mostramos que a tecnologia pode ser ferramenta útil na consolidação de novas estratégias de gestão de pessoas na medida em que interaja com outros aspectos organizacionais para a emergência de novo sistema social. Podemos verificar que a informatização viabilizou a emergência do modelo político de gestão de pessoas, que é condição que viabiliza formas orgânicas de organização, nas quais a informação é melhor aproveitada para a aprendizagem organizacional.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Mascarenhas, A. O., Vasconcelos, F. C. de, & Vasconcelos, I. F. G. de. (1). Impactos da tecnologia na gestão de pessoas - um estudo de caso. Revista De Administração Contemporânea, 9(1), 125-147. https://doi.org/10.1590/S1415-65552005000100007
Seção
Artigos
Biografia do Autor

André Ofenhejm Mascarenhas, Fundação Getulio Vargas

Doutorando e Mestre em Administração pela EAESP/FGV. Graduado em Administração pela EAESP/FGV e Ciências Sociais pela FFLCH/USP. Suas áreas de interesse em pesquisa são: gestão de recursos humanos e teoria organizacional.

Flavio Carvalho de Vasconcelos, Institute dÈtudes Politiques de Paris

DEA em Sociologia pelo Institute dÈtudes Politiques de Paris, Doutor em Sciences de Gestion pela Ecole dês Hautes Etudes Commerciales - HEC (Paris). Professor adjunto do Departamento de Administração Geral e Recursos Humanos da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas. Suas áreas de interesse em pesquisa são: estratégia empresarial e teoria organizacional.

Isabella F. G. de Vasconcelos, Institute dÈtudes Politiques de Paris

DEA em Sociologia pelo Institute dÈtudes Politiques de Paris, Doutora em Sciences de Gestion pela Ecole dês Hautes Etudes Commerciales - HEC (Paris). Professora da Universidade Presbiteriana Mackenzie e do Departamento de Administração Geral e Recursos Humanos da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas. Suas áreas de interesse em pesquisa são: gestão de pessoas e teoria organizacional.