Cultura e desempenho organizacional: um estudo empírico em empresas brasileiras do setor têxtil



Artigo principal Conteúdo

Neusa Maria Bastos Fernandes dos Santos

Resumo

A importância estratégica da cultura organizacional tem sido sugerida e estudada por diferentes autores. Neste trabalho tem-se como principal objetivo explorar o impacto da cultura organizacional no desempenho da empresa. A pesquisa foi conduzida em quatro Estados do Brasil, com 478 indivíduos do corpo gerencial, participantes de 13 empresas brasileiras do setor têxtil. Quanto ao enfoque metodológico, optou-se por linha de investigação mais quantitativa: este tipo de análise requer o exame de múltiplas organizações para serem comparadas. A coleta de dados realizou-se por meio de questionário estruturado, com apoio estatístico de várias técnicas, entre elas a análise de clusters. Os resultados encontrados apontam para duas direções: a cultura está significativamente associada ao desempenho organizacional; as empresas com cultura forte evidenciam melhor desempenho.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Santos, N. M. B. F. dos. (1). Cultura e desempenho organizacional: um estudo empírico em empresas brasileiras do setor têxtil. Revista De Administração Contemporânea, 2(1), 47-66. https://doi.org/10.1590/S1415-65551998000100004
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Neusa Maria Bastos Fernandes dos Santos, Universidade de São Paulo

Mestre e Doutora pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. Professora do Programa de Pós-Graduação em Administração da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e da Universidade Metodista de São Paulo. Pesquisadora do CNPq, Consultora Científica da CAPES, além de Membro do Comitê Executivo da ANPAD. Suas áreas de interesse em pesquisa são gestão e desempenho organizacional, comportamento humano e organizacional, cultura e clima organizacional, internacionalização.