Indicadores de desempenho como direcionadores de valor



Artigo principal Conteúdo

Eduardo Sérgio Ulrich Pace
Leonardo Fernando Cruz Basso
Marcos Alessandro da Silva

Resumo

Este trabalho evidencia quais as medidas estratégicas mais usadas junto à comunidade dos analistas financeiros, além das medidas tradicionais, tendo como base a sua capacidade de prever valor e a sua facilidade de obtenção. Os resultados revelam a existência de importantes hiatos de comunicação entre a empresa e os analistas e eles não reconhecem como as medidas contidas nos instrumentos de planejamento estratégico voltadas para recursos humanos, satisfação do consumidor e qualidade dos produtos, podem agregar valor. Medidas tradicionais e financeiras têm uso predominante por sua facilidade de obtenção. A capacidade de prever valor será encontrada nas medidas de governança e de eficiência de processos, aí predominando medidas não-financeiras; mas o seu acesso é limitado pelos custos de obtenção e pela falta de políticas de divulgação.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Pace, E. S. U., Basso, L. F. C., & Silva, M. A. da. (1). Indicadores de desempenho como direcionadores de valor. Revista De Administração Contemporânea, 7(1), 37-65. https://doi.org/10.1590/S1415-65552003000100003
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Eduardo Sérgio Ulrich Pace, Universidade de São Paulo

Graduado em Economia pela Universidade de São Paulo, em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Mestrando em Administração de Empresas na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Professor do Curso de Graduação em Administração de Empresas da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Suas áreas de interesse em pesquisa são finanças, planejamento financeiro e estratégico.

Leonardo Fernando Cruz Basso, New School for Social Research

Ph.D. em Economia pela New School for Social Research, USA. Professor do Programa de Pós-Graduação em Administração de Empresas da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Suas áreas de interesse em pesquisa são avaliação de investimento, criação de valor para os acionistas, direcionadores de valor.

Marcos Alessandro da Silva, Universidade Federal de São Paulo

Doutorando em Medicina na Universidade Federal de São Paulo. Professor do Curso de Mestrado da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo e do Curso de Graduação em Economia da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Sua área de interesse em pesquisa é estatística geral e econômica.