Competitividade e sustentabilidade de um cluster de turismo: uma proposta de modelo sistêmico de medida do impacto do turismo no desenvolvimento local



Artigo principal Conteúdo

Sieglinde Kindl da Cunha
João Carlos da Cunha

Resumo

Este artigo apresenta uma proposta de medida de impactos de um clusterturístico no desenvolvimento local, com o objetivo de avaliar, de forma sistêmica, o grau de interação, competitividade e sustentabilidade do clusterturístico e seus impactos em termos econômicos, sociais e ambientais. O modelo tem como fundamentação teórica o conceito e a tipologia de cluster, adaptando e integrando os conceitos de competitividade sistêmica e de sustentabilidade nas dimensões econômicas, sociais, culturais, ambientais e políticas. O modelo proposto apresenta uma visão holística, multidisciplinar e multissetorial do desenvolvimento local, resgatando, por meio da abordagem sistêmica, os conceitos de competitividade, eqüidade social e sustentabilidade. Os resultados possibilitam orientar estrategicamente agentes responsáveis pelas políticas públicas do setor de turismo, bem como as empresas e instituições públicas e privadas em suas estratégias de competitividade, competição, cooperação e sustentabilidade.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Cunha, S. K. da, & Cunha, J. C. da. (1). Competitividade e sustentabilidade de um cluster de turismo: uma proposta de modelo sistêmico de medida do impacto do turismo no desenvolvimento local. Revista De Administração Contemporânea, 9(spe2), 63-79. https://doi.org/10.1590/S1415-65552005000600006
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Sieglinde Kindl da Cunha, Universidade de Campinas

Doutora em Economia pelo Instituto de Economia da Universidade de Campinas (UNICAMP). Professora Senior do Programa de Mestrado em Administração da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Professora Titular do Programa de Mestrado em Administração do Centro Universitário Positivo (UNICENP). Suas áreas de interesse em pesquisa são competitividade, inovação e política industrial.

João Carlos da Cunha, Universidade de São Paulo

Doutor em Administração pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da Universidade de São Paulo (USP). Professor Titular dos Programas de Doutorado e Mestrado em Administração da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Suas áreas de interesse em pesquisa são gestão da competitividade, inovação e qualidade.