A integração entre as bolsas de valores de Buenos Aires e de São Paulo



Artigo principal Conteúdo

Ricardo P. Câmara Leal
Newton C. A. da Costa Jr.

Resumo

Diversos trabalhos recentes apresentaram evidências sobre a existência de elos entre os mercados de ações da Argentina e do Brasil. Entretanto os elos não implicam que os mercados estejam integrados. A integração é conceito mais restrito, que tem que ser verificado através de modelos de apreçamento de ativos. A evidência empírica passada conclui pela segmentação desses doismercados mas o processo de abertura dos mercados emergentes é recente. É bem possível que testes de integração mais antigos sobre períodos longos no tempo não reflitam a situação corrente. Nós testamos dois modelos de apreçamento de ativos para os mercados de ações na Argentina e no Brasil. Nossos resultados sugerem que a Argentina continua segmentada dos grandes mercados internacionais. Por outro lado, a Argentina parece ter-se integrado com o Brasil nos últimos três anos. Cerca de 40% das exportações argentinas vêm para o Brasil. O Brasil é muito importante para a Argentina e domina os outros mercados no apreçamento do mercado de ações argentino. Já o Brasil apresenta integração com os grandes mercados financeiros internacionais e com a Argentina. Apenas 9% das exportações brasileiras vão para a Argentina. Os Estados Unidos tornaram-se particularmente importantes no apreçamento do mercado brasileiro nos últimos anos. Os Estados Unidos são o maior parceiro comercial do Brasil e o mercado favorito para emissões de DRs brasileiros.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Leal, R. P. C., & Costa Jr., N. C. A. da. (1). A integração entre as bolsas de valores de Buenos Aires e de São Paulo. Revista De Administração Contemporânea, 2(1), 87-99. https://doi.org/10.1590/S1415-65551998000100006
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Ricardo P. Câmara Leal, University of Nevada

Professor do College of Business Administration, University of Nevada, USA, com interesse em pesquisa nas áreas de mercados financeiros em países em desenvolvimento, em particular na América Latina, e emissão de títulos corporativos em mercados internacionais.

Newton C. A. da Costa Jr., Universidade Federal de Santa Catarina

Professor do Departamento de Ciências Econômicas e do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina. Suas áreas de interesse em pesquisa são investimentos, mercado de capitais e finanças de empresa.