A construção de redes públicas na gestão local: algumas tendências recentes



Artigo principal Conteúdo

Suzana Moura

Resumo

O trabalho discute o significado e caraterísticas das redes públicas constituídas em processos de elaboração e definição de planos/projetos estratégicos, que buscam integrar o Governo Local e organizações da sociedade civil. Parte-se de uma leitura de duas tendências que aparecem como impulsionadoras de inovação na gestão local na atualidade, nas quais se situam os processos analisados: o que se denomina de empreendedorismo competitivo e de ativismo democrático. Tais categorias de análise são elaboradas a partir de contribuições de autores que têm refletido sobre as mudanças ocorridas na gestão de cidades na Europa, nos Estados Unidos e na América Latina, em particular, no Brasil. Agregam-se ao estudo as abordagens recentes sobre redes. São considerados dois casos para a análise dessas novas tendências: a experiência do Planejamento Estratégico de Barcelona, Espanha, que se desenvolve desde 1988; e a do projeto Cidade Constituinte de Porto Alegre, RS, implementado a partir de 1993.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Moura, S. (1). A construção de redes públicas na gestão local: algumas tendências recentes. Revista De Administração Contemporânea, 2(1), 67-85. https://doi.org/10.1590/S1415-65551998000100005
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Suzana Moura, Universidade Federal da Bahia

Doutora em Administração Pública pela Universidade Federal da Bahia. Professora Adjunto da Escola de Administração e integrante do Núcleo de Estudos sobre Organizações e Poder Local da Universidade Federal da Bahia. Suas áreas de interesse em pesquisa são gestão local, financiamento, desenvolvimento local, parcerias e participação.