Escolhas estratégicas e estilo cognitivo: um estudo com pequenas empresas



Artigo principal Conteúdo

Fernando Antonio Prado Gimenez

Resumo

Este estudo objetivou descrever as estruturas cognitivas adotadas por dirigentes de pequenas empresas na administração estratégica de seus negócios. A influência dos estilos cognitivos dos dirigentes sobre suas decisões estratégicas foi analisada, bem como o papel da turbulência ambiental na escolha de estratégias. Uma análise cuidadosa dos modelos de Miles e Snow (1978) e Kirton (1976) sugeriu que a estratégia prospectora pode ser preferida por indivíduos cujas características psicológicas indiquem uma preferência por inovação. Por outro lado, a estratégia defensiva parece ser mais atraente a indivíduos que prefiram um estilo adaptativo de solução de problemas. O método de pesquisa envolveu um conjunto de dezenove entrevistas com dirigentes de pequenas empresas em dois tipos de ambientes: um altamente competitivo e dinâmico, em termos de tecnologia, e outro um pouco menos turbulento. Uma amostra adicional de 14 empreendedores permitiu explorar com mais detalhes a relação entre estilos cognitivos, turbulência ambiental e escolhas estratégicas. Os resultados indicaram que há boas razões para acreditar que diferenças ambientais foram associadas a diferentes escolhas estratégicas, enquanto preferências cognitivas não parecem estar fortemente associadas a formação da estratégia.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Gimenez, F. A. P. (1). Escolhas estratégicas e estilo cognitivo: um estudo com pequenas empresas. Revista De Administração Contemporânea, 2(1), 27-45. https://doi.org/10.1590/S1415-65551998000100003
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Fernando Antonio Prado Gimenez, Manchester Business School

Doutor em Administração pela Manchester Business School, UK. Professor Adjunto do Departamento de Administração da Universidade Estadual de Londrina e Pesquisador do CNPq. Suas áreas de interesse em pesquisa são administração de pequenas empresas e estratégia empresarial.