O impacto da orientação para o mercado e da orientação para aprendizagem sobre a inovação de produto: uma comparação entre a indústria eletroeletrônica e o setor de ensino universitário de administração



Artigo principal Conteúdo

Marcelo Gattermann Perin
Cláudio Hoffmann Sampaio
Sandro Nero Faleiro

Resumo

Apesar da consolidação teórica do tema Orientação para o Mercado e sua influência no desempenho organizacional, uma corrente de autores da área de Marketing tem argumentado que a Orientação para o Mercado é necessária mas não suficiente para sustentar uma vantagem competitiva de longo prazo. Visando ao aprofundamento deste tema, este artigo tem como objetivo principal investigar a relação entre Orientação para o Mercado, Orientação para Aprendizagem e Inovação. Para tanto, um modelo teórico, contendo as relações hipotetizadas entre os referidos construtos, foi desenvolvido e testado, por meio da aplicação da técnica de modelagem de equações estruturais. Os resultados do levantamento realizado na Indústria Eletro-Eletrônica do Brasil e nos Cursos de Graduação em Administração filiados à ANGRAD (Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração) demonstraram uma influência positiva e significativa da Orientação para o Mercado sobre a Inovação de produtos, além do impacto indireto da Orientação para Aprendizagem na Inovação mediante a sua forte e positiva influência sobre a Orientação para o Mercado. Resultados complementares, futuras pesquisas e implicações gerenciais foram, ainda, discutidos.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Perin, M. G., Sampaio, C. H., & Faleiro, S. N. (1). O impacto da orientação para o mercado e da orientação para aprendizagem sobre a inovação de produto: uma comparação entre a indústria eletroeletrônica e o setor de ensino universitário de administração. Revista De Administração Contemporânea, 8(1), 79-103. https://doi.org/10.1590/S1415-65552004000100005
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Marcelo Gattermann Perin, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutor em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professor do Mestrado em Administração e Negócios (MAN) da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Suas áreas de interesse em pesquisa são: marketing estratégico, orientação para o mercado, orientação para aprendizagem, CRM.

Cláudio Hoffmann Sampaio, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutor em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professor do Mestrado em Administração e Negócios (MAN) da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Suas áreas de interesse em pesquisa são: marketing estratégico, planejamento de marketing, orientação para o mercado, valor para o cliente.

Sandro Nero Faleiro, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Mestre em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professor da UNIVATES. Suas áreas de interesse em pesquisa são: marketing, orientação para o mercado.