Aprende-se com as empresas japonesas? - Estudo comparativo entre empresas brasileiras e mexicanas



Artigo principal Conteúdo

Maria Tereza Leme Fleury
Afonso Fleury

Resumo

O objetivo deste trabalho é estudar o processo de aprendizagem em empresas brasileiras e mexicanas, processo este provocado pela interação com empresas multinacionais clientes; mais especificamente, pesquisaremos as relações entre empresas subsidiárias japonesas e suas fornecedoras locais no Brasil e no México, analisando como em que estas influenciam o processo de aprendizagem das empresas locais. À medida que as empresas japonesas são consideradas berço do desenvolvimento de muitas das técnicas atuais de gestão da qualidade e de gestão de pessoal, um estudo com base em survey realizado em empresas nos dois países pode trazer contribuições interessantes a este debate.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Fleury, M. T. L., & Fleury, A. (1). Aprende-se com as empresas japonesas? - Estudo comparativo entre empresas brasileiras e mexicanas. Revista De Administração Contemporânea, 2(1), 7-26. https://doi.org/10.1590/S1415-65551998000100002
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Maria Tereza Leme Fleury, Universidade de São Paulo

Professora Titular da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. Suas áreas de interesse em pesquisa são cultura e mudança organizacional, aprendizagem organizacional e gestão de pessoas. 

Afonso Fleury, Universidade de São Paulo

Professor Titular da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Suas áreas de interesse em pesquisa são organização industrial e do trabalho, gestão de tecnologia e engenharia política, industrial e tecnológica.