Estratégia, fatores de competitividade e contexto de referência das organizações: uma análise arquetípica



Artigo principal Conteúdo

Clóvis L. Machado-da-Silva
Solange de Lima Barbosa

Resumo

A avaliação da competitividade com base em indicadores de desempenho econômico tem limitado o conceito à dimensão da eficiência operacional. Sob essa ótica, a competitividade seria derivada da excelência empresarial no desempenho de atividades que podem ser econômica ou financeiramente mensuradas. Entretanto, encontram-se razões suficientes na literatura sobre teoria institucional para considerar que a competitividade de uma organização não depende apenas de fatores econômicos, mas também de uma conduta socialmente valorizada que garanta a sua legitimidade e sobrevivência no contexto ambiental. Assim, no presente estudo, procurou-se identificar os fatores e respectivos valores subjacentes de competitividade, instituídos em três níveis do contexto ambiental (internacional, nacional e regional/local), com o objetivo de verificar como a competitividade tem sido visualizada e como esse entendimento pode influenciar a adoção de estratégias organizacionais na busca por posicionamento competitivo.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Machado-da-Silva, C. L., & Barbosa, S. de L. (1). Estratégia, fatores de competitividade e contexto de referência das organizações: uma análise arquetípica. Revista De Administração Contemporânea, 6(3), 7-32. https://doi.org/10.1590/S1415-65552002000300002
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Clóvis L. Machado-da-Silva, Michigan State University

Ph.D. em Estratégia, Mudança e Análise Organizacional pela Michigan State University, USA. Professor Titular e Coordenador do Centro de Pesquisa e Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal do Paraná. Pesquisador 1-A do CNPq e Coordenador do Grupo de Pesquisa em Estudos Organizacionais e Estratégia. Suas áreas de interesse em pesquisa são teoria institucional, estratégia em organizações, mudança organizacional, análise comparativa de organizações, procedimentos quantitativos e qualitativos de pesquisa em organizações, cultura societária e cultura organizacional.

Solange de Lima Barbosa, Universidade Federal do Paraná

Mestre em Administração pela Universidade Federal do Paraná. Professora Assistente do Curso de Administração e Membro do Grupo de Pesquisa em Administração Estratégica do Programa de Pós-Graduação em Administração da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, além de Membro do Grupo de Pesquisa em Estudos Organizacionais e Estratégia do Centro de Pesquisa e Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal do Paraná. Suas áreas de interesse em pesquisa são estratégia e competitividade organizacional, comportamento organizacional, gestão estratégica de relacionamentos com o mercado.