Gestão da Criatividade Organizacional: Elementos de Discussão



Artigo principal Conteúdo

Henrique Muzzio
Fernando Gomes Paiva Júnior

Resumo

Este artigo propõe trabalhar com o conceito teórico de gestão da criatividade ao promover uma reflexão demarcada por incentivar relações de trabalho que envolvam indivíduos criativos e lideranças criativas em atitudes que fomentem uma cultura criativa. Tal análise considera a criatividade como um precursor da inovação e avalia-a como capaz de melhorar a competitividade organizacional, haja vista que, aqui, criatividade é entendida como um fenômeno social. A discussão aborda condições e características relacionadas ao indivíduo, à liderança e à cultura. O gerenciamento da criatividade é o componente de uma grade gerencial voltado para interferir em contextos internos e externos da organização ao rever práticas desviantes e divergentes ao estimulo de seus processos criativos. O desenvolvimento da criatividade ao longo do tempo é ilustrado por um conceito chamado de espiral da criatividade. Em conclusão, analisar a criatividade como algo que é produzido coletivamente e tem elementos gerenciáveis aumenta a capacidade de tomar decisões que estimulam a criatividade, permitindo que esta seja gerenciada no nível coletivo.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Muzzio, H., & Paiva Júnior, F. G. (2018). Gestão da Criatividade Organizacional: Elementos de Discussão. Revista De Administração Contemporânea, 22(6), 922-939. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2018170409
Seção
Artigos