[1]
R. R. Torres e A. L. Rodrigues, “Afinal, quantas empresas tem esta cidade?”, Rev. adm. contemp., vol. 14, nº 3, p. 558-569, 1.