[1]
C. Waiandt e E. Davel, “Organizações, representações e sincretismo: a experiência de uma empresa familiar que enfrenta mudanças e sucessões de gestão”, Rev. adm. contemp., vol. 12, nº 2, p. 369-394, 1.