[1]
C. Bortoli e R. O. Soares, “Executivos Com Maior Sofisticação Financeira São Mais Confiantes e Otimistas?”, Rev. adm. contemp., vol. 23, nº 2, p. 268-287, mar. 2019.