[1]
D. D. de Almeida e M. T. Flores-Pereira, “As corporalidades do trabalho bailarino: entre a exigência extrema e o dançar com a alma”, Rev. adm. contemp., vol. 17, nº 6, p. 720-738, 1.