Os elementos de coordenação informal em uma unidade policial de operações especiais



Artigo principal Conteúdo

Marco Tulio Zanini
Carmen Pires Migueles
Marcio Colmerauer
Juliana Mansur

Resumo

Este artigo se propõe a melhor compreender os elementos de coordenação informal na gestão de equipes de alto desempenho atuando em cenários complexos e imprevisíveis. Apresentamos os resultados de um estudo empírico realizado numa unidade de operações especiais de polícia. Conduzimos um estudo utilizando métodos qualitativos e quantitativos, com técnicas de história oral, entrevistas em profundidade, questionários estruturados e semiabertos. Nossos resultados apontam para o sentido de missão comum, para as relações de confiança e para a qualidade da liderança como elementos centrais e explicativos da coordenação informal. Observamos níveis superiores de confiança no colega, quando comparados à confiança no superior imediato e na equipe, como elemento fundamental de construção do forte vínculo encontrado entre os membros dessa unidade. Nossa análise indica também uma forte relação entre confiança no líder e comprometimento afetivo e normativo, valorização da lealdade entre pares e orgulho de pertencimento à unidade.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Zanini, M. T., Migueles, C. P., Colmerauer, M., & Mansur, J. (1). Os elementos de coordenação informal em uma unidade policial de operações especiais. Revista De Administração Contemporânea, 17(1), 106-125. https://doi.org/10.1590/S1415-65552013000100007
Seção
Artigos