Por que os gestores postergam investimentos em tecnologia da informação?um estudo de caso



Artigo principal Conteúdo

Rodrigo Fernandes Malaquias
Alberto Luiz Albertin

Resumo

A pesquisa de Moraes, Bobsin e Lana (2006), envolvendo os sete periódicos internacionais mais específicos e relevantes da área de Tecnologia da Informação (TI), durante o período de janeiro de 2000 a dezembro de 2005, mostrou que existe um fato unânime para os pesquisadores: os investimentos realizados em TI apresentam um efeito positivo e significante no desempenho das empresas. Diante de resultados como este, e conhecendo os benefícios que a TI pode gerar para as organizações, apresentou-se a seguinte questão de pesquisa: por que os gestores postergam investimentos em TI? Foi esta a questão norteadora deste trabalho, acompanhada da análise das potenciais causas e consequências decorrentes da decisão de postergação. A questão foi respondida por meio da realização de um estudo de caso e os principais resultados indicaram que a existência de funcionários que contam com alto nível de confiança dos gestores, por serem membros da mesma família por exemplo, pode ser um dos fatores que levam à postergação de investimentos em TI. Essa postergação ocorreria em razão do não surgimento de conflitos gerenciais que aparentemente comprometessem o desempenho da empresa, não sendo percebida a necessidade de ferramentas adicionais para a gestão.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Malaquias, R. F., & Albertin, A. L. (1). Por que os gestores postergam investimentos em tecnologia da informação?um estudo de caso. Revista De Administração Contemporânea, 15(6), 1120-1136. https://doi.org/10.1590/S1415-65552011000600009
Seção
Artigos