Avaliação do impacto dos sistemas ERP sobre variáveis estratégicas de grandes empresas no Brasil



Artigo principal Conteúdo

Amarolinda I. Costa Zanela Saccol
Cristiane Drebes Pedron
Guilherme Liberali Neto
Marie Anne Macadar
Silvio César Cazella

Resumo

O artigo apresenta os resultados de uma pesquisa survey realizada numa amostra das 500 melhores e maiores empresas do Brasil, de acordo com a classificação da Revista Exame (2000). A pesquisa procurou avaliar o impacto da utilização dos sistemas ERP (Enterprise Resource Planning) ou Sistemas Integrados de Gestão, sobre as variáveis estratégicas dessas organizações. O instrumento de coleta de dados é uma adaptação do original criado por Mahmood e Soon (1991), para avaliação do impacto da Tecnologia da Informação. Foram avaliadas sete principais variáveis estratégicas: Clientes e Consumidores; Rivalidade Competitiva; Fornecedores; Mercado; Produção; Eficiência e Eficácia da organização e Eficiência interorganizacional. Os resultados revelam poucas contribuições do sistema quanto às variáveis estratégicas Clientes e Consumidores, Rivalidade Competitiva e Mercado. O ERP demonstra agregar valor em relação à variável Fornecedores (relação, monitoramento etc.) e à variável Produção (ganhos de produtividade, escala no uso de software etc.). O ERP oferece também importantes contribuições para a Eficácia Organizacional e especialmente para a Eficiência Interorganizacional, facilitando a integração e comunicação entre diferentes unidades organizacionais e com outras organizações.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Saccol, A. I. C. Z., Pedron, C. D., Liberali Neto, G., Macadar, M. A., & Cazella, S. C. (1). Avaliação do impacto dos sistemas ERP sobre variáveis estratégicas de grandes empresas no Brasil. Revista De Administração Contemporânea, 8(1), 9-34. https://doi.org/10.1590/S1415-65552004000100002
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Amarolinda I. Costa Zanela Saccol, Universidade de São Paulo

Doutoranda em Administração pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP) e Mestre em Administração pelo Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGA/UFRGS). Professora e pesquisadora da UNISINOS (Universidade do Vale do Rio dos Sinos) e consultora ad hoc na área de Sistemas de Informação. Suas áreas de interesse em pesquisa são Administração da Tecnologia da Informação e Organizações.

Cristiane Drebes Pedron, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Mestre em Administração pela UNISINOS (Universidade do Vale do Rio dos Sinos), Professora do Centro Universitário UNIVATES e consultora na área de Sistemas de Informação. Suas áreas de interesse em pesquisa são Sistemas de Informação e Marketing.

Guilherme Liberali Neto, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Mestre e Doutorando em Administração pelo Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGA/ UFRGS). Professor e pesquisador da UNISINOS (Universidade do Vale do Rio dos Sinos) e consultor na área de Marketing e Sistemas de Informação. Suas áreas de interesse em pesquisa são Sistemas de Informação e Marketing.

Marie Anne Macadar, Universidade de São Paulo

Doutoranda em Administração pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP) e Mestre em Administração pelo Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGA/UFRGS). Professora e pesquisadora da UNISINOS (Universidade do Vale do Rio dos Sinos) e consultora na área de Sistemas de Informações. Suas áreas de interesse em pesquisa são Administração da Tecnologia da Informação e Organizações.

Silvio César Cazella, Universidade Federaldo Rio Grande do Sul

Mestre e Doutorando em Ciência da Computação pela Universidade Federaldo Rio Grande do Sul (UFRGS). É professor e pesquisador da UNISINOS (Universidade do Vale do Rio dos Sinos) e Consultor na área de Sistemas de Informação e Informática. Suas áreas de interesse em pesquisa são Sistemas de Informação e Informática.