Linha de pesquisa: possibilidades de definição e tipos de utilização do conceito



Artigo principal Conteúdo

Paulo Rogério Meira Menandro

Resumo

A iniciativa da Revista de Administração Contemporânea (RAC) de acolher uma discussão sobre o conceito de linha de pesquisa é extremamente oportuna. Isso fica evidente quando se percebe tratar-se de conceito largamente utilizado em curriculum vitae, em descrição de grupos de pesquisas, na especificação da abrangência de Programas de Pós-Graduação, em documentos oficiais de agências de fomento, destacado como elemento importante a ser considerado no âmbito da avaliação dos Programas de Pós-Graduação, que precisa ser considerado pelos formuladores de novas propostas de novos cursos de pós-graduação, mas que, ainda assim, carece de uma definição, cuja aceitação seja expressivamente compartilhada.

O texto do Professor Jairo Eduardo Borges-Andrade, que devo aqui comentar, é muito esclarecedor e estimulante, ao inventariar e discutir o que ele chamou de "sérios problemas de definição (ou de ausência de definição)". O texto mencionado inclui, de forma generosa, algumas considerações que fiz sobre o assunto em pauta. Isso torna minha tarefa de escrever uma réplica especial, pois seria impróprio, em tal situação, falar em replicar no sentido de redargüir, de contrapor argumentos. Para não correr o risco de replicar em outro sentido - o de produzir uma cópia - minha alternativa é acrescentar alguns novos pontos, ou novas facetas dos mesmos pontos, na esperança de contribuir para estimular a discussão.



Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Menandro, P. R. M. (1). Linha de pesquisa: possibilidades de definição e tipos de utilização do conceito. Revista De Administração Contemporânea, 7(2), 177-182. https://doi.org/10.1590/S1415-65552003000200011
Seção
Documentos e Debates
Biografia do Autor

Paulo Rogério Meira Menandro, Universidade de São Paulo

Doutor em Psicologia pela Universidade de São Paulo. Professor do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Espírito Santo, além de Representante da Pós-Graduação na área de Psicologia junto a CAPES. Suas áreas de interesse em pesquisa são psicologia social, identidade e contexto sociocultural.