Editorial



Artigo principal Conteúdo

Herbert Kimura

Resumo

É com satisfação que apresentamos a última edição da RAC no ano de 2016, com seis artigos que exploram diferentes perspectivas em administração. Os temas variados dos artigos mostram a abrangência das pesquisas na área, e a aplicabilidade destas em aspectos relevantes para indivíduos e sociedade como, por exemplo, eleições, grupos de empréstimos, negociação, processos decisórios, etc...

O primeiro artigo, Lending Groups and Different Social Capitals in Developed and Developing Countries, de Diego A. B. Marconatto, Luciano Barin-Cruz e Eugenio Pedrozo, analisa Grupos de Empréstimos (GEs), sugerindo que "nos países em desenvolvimento e nos países anglo-saxões, tanto o estoque de capital social individual quanto o em rede são os mais importantes para a eficácia dos GEs", e que em "países comunitários desenvolvidos, porém, os estoques de capital social institucional têm um impacto positivo mais forte sobre a dinâmica dos GEs".

No segundo artigo, The Influence of Power and Individualism-Collectivism on Negotiation Initiation, Roger Volkema, Ilias Kapoutsis, Ana Bon e José Ricardo Almeida relatam que "os resultados de um estudo de negociações que examina os efeitos de fatores situacionais/contextuais e culturais no processo de iniciação (acionando a outra parte, fazendo uma solicitação, otimizando a solicitação), concentrando-se especificamente quanto ao poder relativo de barganha (fator situacional) e individualismo-coletivismo".

O terceiro artigo, O Sotaque Estadunidense Representa uma Vantagem em Decisões de Emprego no Brasil?, de Bruno Felix von Borell de Araujo, Fabricia Correa e Mark Wolters, por sua vez, examina "a relação entre o sotaque de um candidato a uma vaga de trabalho hipotética, bem como suas características pessoais (competência percebida e cordialidade), e os julgamentos relacionados ao desempenho deste no trabalho pretendido (adequação ao cargo, probabilidade de promoção e de contratação)".

No quarto artigo, Geographical Indication Re-signifying Artisanal Production of Curd Cheese in Northeastern Brazil, os autores Simone de Lira Almeida, Fernando Gomes Paiva Júnior, Carlos Costa e José Roberto Ferreira Guerra discutem como o processo de identificação geográfica "significa a produção artesanal de Queijo Coalho, agregando valor ao produto e tornando-o competitivo".

Já o quinto artigo, The Impact of Evaluation Use on Accounting Programs' Performance: An Exploratory Study, de Sheizi Calheira de Freitas, identifica que o "uso dos relatórios derivados da avaliação dos cursos de graduação em Ciências Contábeis, realizada pelo Governo brasileiro, pode influenciar as decisões dos gestores das instituições de ensino de modo a promover melhorias nos programas".

Finalmente, o sexto artigo desta edição, Using Voter-choice Modeling to Plan Final Campaigns in Runoff Elections, de Wagner Antonio Kamakura, estuda "resultados das quatro eleições presidenciais mais recentes no Brasil para demonstrar como modelos de escolha do eleitor podem ser aplicados para guiar a campanha política em eleições de dois turnos".

Vale ressaltar, considerando as diretrizes do manual de Boas Práticas da Produção Científica, que a avaliação do artigo de Wagner Kamakura, membro do corpo editorial científico da RAC, seguiu os padrões de avaliação do periódico, com isenção e independência. Informamos ainda que, no momento da submissão, o autor não fazia parte do corpo editorial científico.

Destacamos também, dentro do contexto de um dos eixos relevantes para o SciELO, voltado à internacionalização de periódicos científicos brasileiros, que esta edição é composta somente por trabalhos de autores com afiliação no exterior ou por artigos em língua inglesa. Assim a estruturamos, para evidenciar os gratos resultados provenientes dos esforços da RAC em ter uma maior representatividade em âmbito internacional.

Todas as submissões desses artigos foram espontâneas, podendo indicar que a RAC tem sido considerada um veículo de publicação que pode não somente alavancar a exposição de trabalhos nacionais no âmbito internacional como também representar um fórum de discussão importante para pesquisadores no exterior debaterem pesquisas que abordem temas brasileiros.

A interação entre pesquisadores com afiliação no exterior traz diversos benefícios para a nossa comunidade científica, possibilitando o compartilhamento de experiências e trazendo visões distintas à nossa pesquisa nas áreas de administração e ciências contábeis. Por exemplo, Abramo, D'Angelo e Solazzi (2011), ao estudarem pesquisadores italianos, identificam que tanto a produtividade em pesquisa quanto a qualidade das produções científicas possuem alto relacionamento com o grau de colaboração internacional.

Considerando especificidades das diversas áreas do conhecimento, a RAC tem apresentado avanços relevantes com respeito à internacionalização, ainda que diversos obstáculos existam. Pesquisa de Dyachenko (2014), conduzida com mais de 1.000 journals de seis áreas, identificou que a literatura de ciências sociais é ainda considerada bastante fragmentada tanto nacionalmente quanto linguisticamente, quando comparada com a literatura das áreas de ciências naturais.

Adicionalmente, dentro do contexto específico das ciências sociais e das humanidades, Sivertsen (2016) estuda padrões de internacionalização, obtendo dados de que a publicação na língua nativa do país do periódico é frequente, implicando uma orientação maior para audiências locais e regionais, e um acesso não somente pelos pares dos autores como também por estudantes, professores, jornalistas, profissionais e legisladores.

Dessa forma, a internacionalização de periódicos das áreas de administração e contabilidade enfrentam desafios, e a RAC vem empreendendo esforços para que os trabalhos tenham um acesso mais amplo, gerando impactos e influência de forma mais abrangente.

No mais, desejamos a todos uma ótima leitura.



Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Kimura, H. (1). Editorial. Revista De Administração Contemporânea, 20(6), 1-3. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2016160314
Seção
Editorial