Editorial



Artigo principal Conteúdo

Herbert Kimura

Resumo

Apresentamos com satisfação a nova edição da Revista de Administração Contemporânea (RAC), composta por seis artigos que exploram diversos temas e métodos em Administração.

No primeiro artigo, A Influência do Poder no Relacionamento entre Consumidor e Marca, Elder Semprebon e Paulo Henrique Muller Prado estudam “a influência do poder da marca sobre o senso de poder do consumidor e os papéis da dependência e confiança como variáveis de mediação e moderação, respectivamente, nesta relação”.

Já o segundo artigo, Uma Análise Comparativa dos Fatores de Rejeição nos Periódicos de Diferentes Estratos de Administração, de Manuel Portugal Ferreira e Christian Falaster, “examina as falhas e as lacunas que representam fatores para a rejeição de artigos submetidos aos periódicos de Administração, comparando os motivos de rejeição entre periódicos de diferentes estratos”.

No terceiro artigo, Conhecimento Científico sobre Liderança: Uma Análise Bibliométrica do Acervo do The Leadership Quarterly, Lucas Martins Turano e Flávia Cavazotte investigam “a produção científica contemporânea sobre a liderança publicada no The Leadership Quarterly (LQ), o principal periódico internacional dedicado exclusivamente ao tema”.

O quarto artigo, Projeto e Metamorfose: Contribuições de Gilberto Velho para os Estudos sobre Carreiras, de Gabriela DeLuca, Sidinei Rocha-de-Oliveira e Carolina Dalla Chiesa, “objetiva apresentar e discutir os conceitos de Gilberto Velho, bem como a forma pela qual estes possibilitam o aprofundamento teórico e novas perspectivas para os estudos de carreira, com vistas a uma elaboração interdisciplinar para compreender carreiras de indivíduos ou de coletividades”.

No quinto artigo, Incentivos Extracontratuais e Comportamentos Ex Post no Relacionamento entre Shopping e Lojista, Valter Afonso Vieira analisa os “efeitos de monitoramento e dos incentivos extracontratuais sobre o desempenho”.

Finalmente, o sexto artigo, Empreendedorismo Sustentável e Stakeholders Fornecedores: Criação de Valores para o Desenvolvimento Sustentável, de Thálita Anny Estefanuto Orsiolli e Farley Simon Nobre, analisa “como a inter-relação entre empresas que satisfazem critérios do empreendedorismo sustentável e dos seus stakeholders fornecedores influenciam na criação de valores que contribuam para o desenvolvimento sustentável”.

Conforme já destacamos em editorial anterior (Kimura, 2016a), a RAC vem empreendendo esforços para acelerar o processo de avaliação de artigos. Nossa Revista tem estabelecido prazos de análise para pareceristas e submissão de novas versões para autores, seguindo procedimentos e prazos de journals internacionais e orientações do SciELO. Em particular, é importante discutir que, em algumas situações, quando autores solicitam prazos adicionais consideráveis para encaminhamento de nova versão, o sistema ScholarOne sugere a retirada do trabalho do processo de avaliação para uma eventual submissão posterior, com novo número de identificação. Dessa maneira, o artigo, embora já tenha passado por algumas etapas de avaliação, é encaminhado como nova submissão, para que sua antiga versão não fique pendente no sistema.

Assim, em geral, artigos passam por um processo de avaliação demorado, embora a submissão mais recente possa ter um prazo curto de análise em função de o trabalho já ter superado outras etapas de avaliação. Esse procedimento é necessário pois há situações em que autores realmente necessitam de prazo adicional significativo, em função de observações extensas realizadas pelos pareceristas.

Há ainda outros casos em que os autores deixam de encaminhar uma nova versão, não respondendo aos lembretes enviados pela equipe editorial. Nessas situações, a retirada do artigo é necessária para que este não fique induzindo o envio de mensagens automáticas tanto a autores quanto à equipe editorial sobre a versão pendente. Apesar de incomuns, existem casos de retirada de artigos por falta de respostas de autores às solicitações de envio de nova versão. A falta de resposta acaba afetando o trabalho da equipe editorial, uma vez que esforços, inclusive de editores e avaliadores, são direcionados para um artigo que, embora tenha potencial de publicação, não foi aprimorado pelos autores.

Assim, é importante que tanto avaliadores quanto autores, ao perceberem que não poderão realizar avaliações ou alterações no texto, ou ao identificarem que necessitarão de prazos adicionais, acionem a equipe editorial para orientações. Dessa forma, o fluxo editorial pode ser conduzido com maior agilidade, permitindo-se ajustes que antecipem eventuais problemas, principalmente por que o sistema de submissão possui deadlines em que automaticamente se impedem novas submissões ou avaliações.

Vamos aproveitar o editorial desta edição para discutir alguns aspectos relevantes no processo de avaliação de artigos científicos. Embora a discussão seja breve, vale a pena destacar pontos que podem servir de orientação para pareceres que tragam contribuições aos autores e também aos editores.

Caligiuri e Thomas (2013), avaliando revisões realizadas para o Journal of International Business Studies (JIBS), identificaram algumas características que diferenciam pareceres bons dos ruins. Em geral, pareceres considerados como os melhores são mais longos, não revelam o julgamento de rejeição ou aprovação, fornecem referências completas às obras citadas no parecer, enfatizam contribuição ou potencial contribuição, seguem uma indexação ou numeração e utilizam tom positivo ou neutro (Caligiuri & Thomas, 2013Min, 2014).

Como já discutido em editorial anterior (Kimura, 2016b), existem avaliadores que encaminham análises extremamente sucintas, trazendo pouca contribuição tanto para autores aprimorarem suas pesquisas quanto para editores tomarem decisões, papéis fundamentais de um parecer (Cooper, 2009). Avaliadores devem também trazer uma abordagem profissional e respeitosa, evitando uma linguagem pejorativa ou de menosprezo ao avaliarem trabalhos (Lovejoy, Revenson, & France, 2011). Algumas outras leituras podem também auxiliar autores e avaliadores sobre itens importantes nas revisões como, por exemplo, Jauch e Wall (1989)Kohli (2011)Ortinau (2011).

No mais, desejamos uma boa leitura dessa edição da RAC.



Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Kimura, H. (1). Editorial. Revista De Administração Contemporânea, 20(4), 1-3. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2016160114
Seção
Editorial