Recursos e Competências Organizacionais Distribuídos na Saúde Pública



Artigo principal Conteúdo

Ana Maria dos Santos Carnasciali
Sergio Bulgacov

Resumo

Este trabalho busca contribuir com o entendimento das dificuldades encontradas por organizações com unidades geograficamente distribuídas e que buscam a efetividade no atendimento por meio da distribuição de recursos, em conformidade com as condições geográficas e demográficas, e, neste estudo, especificamente, das populações demandantes dos serviços de saúde. O estudo de caso escolhido é representativo quanto às decisões sobre as políticas de saúde municipal de distribuição de recursos de pessoal, material e equipamentos e serve como referência às dificuldades inerentes a essas decisões. A base do Sistema de Informações Geográficas (SIG) permite a realização de análises espaciais e demográficas e sua relação com os dados referentes à gestão de recursos e competências ali demandados. A análise com o uso da Visão Baseada em Recursos (VBR) adaptada permite a avaliação das condições internas das decisões no sistema em pauta. Os resultados apontam para os limites da avaliação compartilhada ou isolada da distribuição espacial dos recursos que são comprometidos pelas decisões que envolvem essas duas abordagens. Nesse sentido, a avaliação concomitante dos recursos distribuídos associados ao SIG resulta em importante elemento de análise, pois possibilita a identificação dos recursos estratégicos para um adequado atendimento dos propósitos das Unidades Municipais de Saúde de Curitiba, Paraná.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Carnasciali, A. M. dos S., & Bulgacov, S. (1). Recursos e Competências Organizacionais Distribuídos na Saúde Pública. Revista De Administração Contemporânea, 18(6), 832-853. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac20141664
Seção
Artigos