Estação de Transbordo de Cargas como Mediador da Logística de Fertilizantes



Artigo principal Conteúdo

Roberto Giro Moori
Alessandro Riquetti

Resumo

Para atender o competitivo mercado mundial dos alimentos, as empresas do agronegócio brasileiro têm alargado as fronteiras agrícolas para regiões cada vez mais distantes das áreas de consumo, o que faz da logística, imprescindível. Nesse sentido, este artigo teve como objetivo verificar a importância das estações de transbordos de cargas como variável mediadora entre a gestão integrada da logística e seu desempenho em empresas brasileiras do ramo de fertilizantes de origem mineral. Para tanto, realizou-se uma pesquisa descritiva em que, para coletar dados, utilizou-se de questionários semiestruturados aplicados junto a gestores de logística. Foram obtidas 89 respostas. Os dados foram submetidos à modelagem em equações estruturais, o PLS-PM, em nível de significância estatística (α ≤ 0,05), revelou que as estações de transbordos de cargas medeiam parcialmente a relação entre gestão integrada da logística de fertilizantes e seu desempenho. O resultado obtido mostrou a aderência do modelo teórico estabelecido e evidências de que a utilização das estações de transbordos de cargas de fertilizantes como fator mediador pleno, ainda, tem um longo caminho a ser percorrido.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Moori, R. G., & Riquetti, A. (1). Estação de Transbordo de Cargas como Mediador da Logística de Fertilizantes. Revista De Administração Contemporânea, 18(6), 748-771. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac20141189
Seção
Artigos